• (51) 3055-6749
  • (51) 99511-4991
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Fale conosco

Nilton Ferreira

O Nilton Ferreira é Compositor, Instrumentista e cantor, com 30 anos de carreira na música regional gaúcha. Nascido em 20 de julho, de 1971, no 5º Distrito de São Francisco de Assis, na costa do rio Santa Rosa.

Nilton, morou em Santiago, onde foi acolhido pelo grande Eurides Nunes, um dos maiores gaiteiros de Gaita Ponto de todos os tempos. Em 1991, chegou a Jaguari a convite de Neron Machado, e esse ano completa três décadas a cultura regional gaúcha.

Em 1989, iniciou sua carreira profissional com o Grupo Ases do Fandango, de São Francisco de Assis, como cantor animando muitos bailes pelo estado afora. Também foi integrante do Grupo Legendas, onde fez farte por 09 anos, participou de 04 discos gravados pelo grupo.

No decorrer, Nilton Ferreira, começou a participar de festivais, com uma trajetória extremamente vitoriosa. Através dos festivais, coleciona amigos, empilhou sucessos, marcou na paleta muitos dos maiores festiivais do Rio Grande do Sul, mas sobretudo, sempre honrou a missão qu vida lhe confiou, levando uma mensagem nobre, culta e muito sincera para dentro do Galpão ou da Universidade, em cada canto do solo Latino Americano, onde pisa. Para Nilton, os festivais são os responsáveis pela renovação da musicalidade do Rio Grande, os artistas, consagrados devem ajudar e incentivar os mais jovens para evitar que com passar dos anos, nossa música acabe.

 Nilton Ferreira já participou e ganhou vários festivais como por exemplo a Coxilha de Cruz Alta, o Gruta Encanto de Nova Esperança do Sul, Sentinela da Canção Gaúcha de Caçapava do Sul, Estância da Canção de São Gabriel, Canto Nativo de Santo Augusto, Ibicuí da Canção de Manuel Viana, Festival Tradicionalista de Mata, Quero-Quero da Canção de Santo Cristo, Festival da Música Crioula de Santiago, Gauderiada da canção Gaúcha de Rosário do Sul, Ronco do Bugio de São Francisco de Paula, Ponche Verde de Dom Pedrito, Seara de Carazinho, Sinuelo da Canção de São Sepé, Canto Nativo de Porto Alegre, Canto sem Fronteira de Bagé, Querência do Bugio de São Francisco de Assis, Ronda de São Pedro de São Borja, vencedor de duas edições do Grito do Nativismo Gaúcho de Jaguari, também venceu por duas edições o Cante uma canção em Vacaria onde em uma das edições consagrou a Musica Vida de Cabelos Brancos em Parceria com Romulo Chaves a mais um clássico rio Grandense, Vigília do Canto Gaúcho de Cachoeira do sul, Invernada Missioneira de Santo Antônio das Missões, três vezes  vencedor do Carijo da Canção de Palmeira das Missões. Além de várias premiações como segundo e terceiro colocado, música mais popular e também como melhor intérprete.  

Possui 12 CDS Gravados na sua carreira entre eles destaca-se pra o Orgulho do Rio Grande, em parceria com Walther Morais.

Indicado ao premio Açoriano de musica com o CD Milongas de Pampa Y Cielo, dois anos consecutivos  indicado pelo G1 como melhor interprete dos festivais Nativistas.

Indicado ao GRAMINY LATINO com o CD do grupo Pátria Sulina que produziu na cidade de Lages SC.

Vencedor do maior festival  de música de raiz do pais  o Viola de todos os cantos de São Paulo, também premiado como melhor interprete do mesmo festival

Nilton Ferreira chega ao coração das pessoas sempre com seriedade, segundo o próprio Nilton, se existe uma coisa que ele procura na musicalidade do Rio Grande do Sul é a seriedade nas coisas que se faz. Pois através da música ele entra no lar das pessoas e por isso deve entrar com o que tem de melhor na sua arte. Nilton Ferreira se preocupa com as famílias que podem estar escutando a sua música reunida, crianças, homens e mulheres, enfim seu público tem que ser tratado com respeito.

Nilton Ferreira preocupa-se muito com as crianças, para ele, a nossa realidade só será transformada se conseguirmos mudar as crianças. Pois uma criança está em formação, assimila e forma seu pensamento segundo o que lhe é transmitido. Os adultos não, já não mudam consideravelmente. Mudando as crianças mudamos o Mundo.

O Nilton interpreta músicas que condizem com esta intenção. Suas canções são trabalhadas com cuidado permitindo que um pai apresente a cultura do nosso estado para o seu filho através de um CD do Nilton Ferreira.

Nilton Ferreira já desfruta de uma reputação madura e firme no cenário da música gaúcha. Transitando num incomum espaço que mescla o nativismo e o gauchismo, compõe temas sempre vigorosos e os interpreta com competência ímpar.

Nilton Ferreira possui mais de 900 músicas gravadas entre festivais, e grupos como os Monarcas, Os Mateadores, Os Serranos, Walter Moraes e Grupo Legendas e tantos outros artistas e grupos musicais que possuem músicas de autoria de Nilton Ferreira em seus CDS e repertórios.

Em 2003, foi o maior vencedor de festivais do Estado do Rio Grande do Sul fato que tornou a repetir-se em 2005 e em 2006 e 2018 .Nilton Ferreira é autor de verdadeiros clássicos da música gaúcha, como por exemplo: “no império das Estâncias”, “Canção para um Peão Solito”, ambas regravadas pelo conjunto Os Monarcas. Também destacamos a música “Abaralhando a Barbela, Partejando, Vida de Cabelos Brancos, Os Abraços que Guardei nos Varzedos da Fronteira”,  música essa recentemente gravada pelo grupo OS SERRANOS entre tantas outras.

Segundo Nilton Ferreira, a principal de todas as conquistas foi a amizade e a confiança de músicos, interpretes, e poetas que acreditaram no seu trabalho.

O Show de Nilton Ferreira não traz somente músicas e músicos de qualidade profissional, traz inspiração aos poetas na magia dos seus versos, a preocupação do dia- a dia, na qualificação do ser humano, traz a interpretação e respeito a cada composição a ser transmitida ao público presente e o respeito cultural as raízes culturais.

Produtor e fundador do Grupo Pampa y Cielo que o acompanha pelos palcos do sul do Brasil.

Enfim , levar a cidade de Jaguari por onde anda é o seu orgulho, “pois essa cidade soube me estender a mão quando eu mais precisei “ Destaca.

Pois o mesmo possui o titulo de Cidadão Jaguariense.

Encerra, citando uma frase que representa bem a diretriz que move a vida e a carreira deste grande artista que hoje  possui 930 músicas gravadas de sua autoria e 250 musicas  que cantou de grandes compositores gaúchos.

“Que a música sirva pra nos encontramos sempre”

A Força

Músicas de Nilton Ferreira

Leilão de Aperos

Testemunho da Alma

Surungo de Rancho

Nilton Ferreira no Spotify

Fotos

Mapa de Palco e Rider Técnico


© 2020 RGP Produções. Todos os direitos reservados.